Quando o problema não é o Aluno, mas os Pais do Aluno…

Neste artigo respondo a uma pergunta de uma internauta, feita durante um hangout:

“O que fazer quando a Instituição chega a conclusão de que o problema não está no Aluno, mas nos Pais do Aluno?”

Importante ressaltar que a visão com que respondo a pergunta é na perspectiva da Instituição e do Profissional da Instituição em relação ao Aluno e seus Pais, dando ênfase ao “papel” do Professor em relação à Educação do Aluno e nas possíveis ingerências na família do Aluno.

Saiba quais são os 7 passos para prescrever as suas atividades psicomotoras!

Receba eBook GRÁTIS em seu e-mail